Resources

Share this article

Tecnologia MORE THAN SILVER™ | PT

28 Julho 2019

O biofilme é a principal causa da cronicidade das lesões (Høiby et al, 2015; Wolcott et al, 2016; Wolcott, 2017), e é caracterizado por uma reação inflamatória recorrente, e uma resposta deficiente à terapia antimicrobiana (Høiby et al, 2015; Wolcott et al, 2016; Wolcott, 2017). 

Os resultados de uma revisão sistemática e metaanálise (Malone et al, 2017) confirmam que os biofilmes estão presentes em cerca de 78% da totalidade das feridas crónicas. Ainda assim, suspeitase que seja mais realista falar de uma prevalência mais próxima dos 100% (WUWHS, 2016) em feridas difíceis de cicatrizar, suportando assim a teoria clínica de que os biofilmes são omnipresentes neste tipo de feridas. 

​É necessária uma melhor compreensão e gestão do biofilme em feridas difíceis de cicatrizar – assim como o recurso a novos tratamentos e tecnologias, para melhorar os resultados dos tratamentos (Wolcott, 2017). É necessária uma intervenção precoce com uma abordagem anti-biofilme, evitando que a cronicidade da lesão se torne um desafio.

Free for all healthcare professionals

Sign up to the Wounds Group journals





By clicking ‘Subscribe’, you are agreeing that the Wounds Group are able to email you periodic newsletters. You may unsubscribe from these at any time. Your info is safe with us and we will never sell or trade your details. For information please review our privacy policy.

Are you a healthcare professional? This website is for healthcare professionals only. To continue, please confirm that you are a healthcare professional below.

We use cookies responsibly to ensure that we give you the best experience on our website. If you continue without changing your browser settings, we’ll assume that you are happy to receive all cookies on this website. Read about how we use cookies.

I am not a healthcare professional.